Mulheres da Nossa Terra que nos Inspiram!

 

Dia 08 de março foi comemorado o Dia Internacional da Mulher e em homenagem a todas as mulheres convidamos a Leila Longo Romão, que é diretora de eventos da CDL de Caçador e dona de 3 empresas, para contar um pouco da sua história. Estar à frente de negócios é vencer um obstáculo por dia. E para Leila Longo Romão essa caminhada começou muito cedo. “Fui incentivada desde pequena a gostar de moda e de transformar metros de tecidos em peças exclusivas e criativas, com minha mãe Dona Nilza na época uma prestigiada costureira.” Fundou sua primeira empresa em 1986, a Julian Malhas e Confecções. A empresa cresceu vendendo no atacado, atendendo os estados: Paraná, Santa Catarina e parte do Rio Grande do Sul.

A empresária nos conta que um dos desafios enfrentados na época foi à falta de mão-de-obra especializada que fez com que a empresa diminuísse sua produção em série, optando para uma produção diversificada, fabricando roupas infantis, uniformes escolares, empresariais, moda Masculina e Feminina e moda Plus Size. Para comercializar seus produtos em 1995 inaugurou a Julians Blue Way. “Como sempre busco estar atenta às tendências, vislumbrei a oportunidade de trabalhar bordados em camisetas e moletons,” comenta Leila. E foi assim que em 1997 foi importada a primeira máquina de bordar totalmente informatizada da região, vinda do Japão.

Com o passar do tempo, ela percebeu que era possível trabalhar dois públicos distintos, assim surgiu a Ninna Romão, loja com mix de produtos diferenciados, layout e conceito inovador.

Em 2012 Inaugura a terceira loja, Mega 10/20/30, com produtos de qualidade e preços competitivos. “Isso só é possível, graças à fabricação própria que elimina o atravessador”, nos conta Leila. Percebendo o aumento do público voltado à qualidade e preços competitivos, a loja Ninna Romão muda de foco e endereço e passa a se chamar Loja Sete.

Além da preocupação voltada a sempre atender bem as necessidades de seu público, a empresa tem vários compromissos sociais, como reciclagem, doações de retalhos e insumos. “Valorizamos nosso colaborador, por isso temos funcionários com até 22 anos de empresa, somos sabedores que eles são o maior bem da nossa empresa,” complementa Leila.

Histórias como a de Leila são fontes inspiradoras para mulheres que buscam ser empresárias. Leila finaliza contando que o convite para contar sua história veio da CDL, entidade da qual participa ativamente, e finaliza dizendo “toda mulher deve buscar e lutar por seus sonhos, embora existam muitos desafios, a satisfação de construir algo com seu conhecimento e próprias mãos não tem preço”.

Leila Longo Romão.

Pular para a barra de ferramentas